Enciclopédia RCT3: Bumper Car e Flying Saucers.

Enciclopédia RCT3 Logo

Bumper Car é o nome, em inglês, dado a um dos brinquedos mais populares nos parques de diversões – o carro de bate-bate – um clássico que já divertiu e diverte muitos de nós, inclusive quando nos imaginamos no RCT3. Esse clássico brinquedo é composto por vários pequenos carros elétricos que puxam a energia do piso ou teto. Controlado por um operador o brinquedo tem duração variada, sendo 2 minutos o tempo mais comum.

No início, o carro de bate-bate teve caras bem diferentes, uma muito interessante data do ano de 1920 quando John J. Stock apresentou um dodgem11modelo circular controlado por um volante frontal, como mostra a foto a direita (Fonte: Seth Gussow. In: Automobile Magazine, 1997), mas o modelo não fez sucesso comercial. Depois de várias transformações e tentativas de melhorar o brinquedo que dentre outras inovações incorporaria mecanismos para transmissão de energia pelo piso, redução de peso e facilidades para a condução, em 1930, Fred Markey apresenta um modelo que chegava mais próximo do design de um automóvel real. A causa disso foi posição do motor que passaria para a parte frontal do carro. A partir daí novas transformações foram realizadas para reduzir e peso e facilitar a dirigibilidade. Assim os dodgems, nome dado ao carro de bate-bate, já pareciam realmente um automóvel em miniatura. Veja a foto abaixo. (Fonte: Seth Gussow. In: Automobile Magazine, 1997).

markey1

Como se vê na imagem os dodgems já apresentavam a borracha que protegia o carro das divertidas batidas, chamadas de rubber-bumpered, os pára-choque de borracha permitiam que as batidas fossem mais fortes. Essa mudança impulsionou várias novas idéias, uma muito interessante foi o chamado de New Dodgem Cycle que em 1933 inseriu uma ilha no centro da pista para auxiliar no tráfego, a plataforma era rodeada por um pára-choques resistentes e a diversão era dar voltas batendo.

herschell3Em 1956 o carro de bate-bate se tornou ainda mais leve e a plataforma foi redesenhada permitindo que qualquer parque, grande ou pequeno, pudesse instalar um Bumper Car com qualquer número de carros sem maiores problemas. Assim, muitos chegaram a colocar até 30 carros numa mesma pista, embora 12 fosse o número mais comum. A facilidade de instalação foi ampliada em 1957 quando as carenagens foram produzidas com fibra de vidro industrial, mais leve e resistente do que as antigas de plástico. Isso tornou os carros mais seguros, pois os impactos das batidas eram menores e o manuseio e manutenção eram muito mais fáceis. Outras inovações viriam nos anos seguintes: tetos de fácil manutenção, novas pinturas para os carros e cintos de segurança. Com efeito os carros ficavam cada mais parecidos aos atuais, como ilustra a foto acima. (Fonte:Seth Gussow. In: Automobile Magazine, 1997).

Assim, o carro de bate-bate se tornou um clássico dos parques de todo o mundo e tal qual no RCT3, garante a alegria dos visitantes, coloque um e verá o tamanho das filas. Se preferir agradar aos pequenos visitantes instale o Flying Saucers, um tipo de Bumper Car com a carenagem de disco voador. Esse brinquedo do RCT3 é inspirado na atração originariamente criada na 200px-Disneyland_Flying_Saucer_poster The Walt Disney CompanyDisneylândia em Anaheim, Califórnia, que entre os anos de 1961 e 1966 tinha esse brinquedo entre suas atrações (Foto a direita: Fonte: The Walt Disney Company). Embora parecido ao Bumper Car o Flying Saucers eram manobrados com o movimento do corpo e, claro, com as batidas dos outros. Neles os passageiros se seguravam em alças e quando o brinquedo começava as válvulas de ar postas no chão começavam a empurrar o disco para cima, que com o movimento do corpo se movia passando por outras válvulas que logo empurravam o disco como ilustrado na foto abaixo (Fonte: The Walt Disney Company)

 flyingsaucers1 Espero que curtam, acho que agora colocar um Bumper Car ou um Flying Saucers no seu parque terá um novo sentido.

Lassoares Fev/2010

0 comentários:

Postar um comentário

Lassoares-rct3

ANO IV