Dicas para editar os efeitos sonoros dos vídeos feitos com RCT3

Finalmente arrumei um tempo para fazer este post, afinal promessa é dívida e já se vão várias semanas depois que prometi falar o pouco que sei sobre a edição de efeitos sonoros. Por isso é bom falar logo no começo, estou longe de ser um expert no assunto e por enquanto poderei ajudar aqueles que, como eu, sabem pouco sobre o assunto.

Antes de entrar no assunto propriamente dito vale lembrar que até meu último vídeo (“Vilarejo Maldito”) eu tinha a impressão que apenas uma boa música era suficiente para acompanhar um vídeo. Em parte mantenho essa idéia. Quer dizer, uma boa música vale muito, principalmente se acompanhada de excelentes cenas. Entretanto, com o passar do tempo e com o olhar ampliado pelos ótimos vídeos que diariamente são postos no Youtube e em outros sites, me convenci que a seleção e edição dos efeitos sonoros, incluindo obviamente a escolha e edição da música podem melhorar qualquer vídeo. Tive essa comprovação com meu último vídeo, pois para mim, os efeitos inseridos fizeram a diferença para melhor.

Bom, o primeiro passo é quase sempre o mesmo. Ao montar seu cenário, seja para um parque ou para uma coaster lembre-se de pensar nos detalhes e nos possíveis momentos que você desejar criar. Em outras palavras, se você vai, por exemplo, criar uma passagem em uma cachoeira já pense que você deverá buscar um som para dar o efeito, ou ainda, se você vai criar um clima de suspense, pense na cena e no efeito sonoro que a acompanhará.

Dito isso faça as tomadas e edite seu vídeo. Não custa lembrar que no blog estão disponíveis dois posts sobre esse assunto: Dicas para fazer e editar vídeos no RCT3. Feito isso retome a dica anterior e saia a caça dos sons que você precisa. Para tanto sugiro algumas opções de busca:

1) Para mim a mais fácil e rápida é buscar no Youtube. Como todos já sabem lá está lotado de vídeos com cenas de filmes, clips de música, trechos de programas de televisão etc.. Portanto, mãos a obra, vá ao Youtube e procure o que você precisa. Vale lembrar que muitos usuários tem canais dedicados aos efeitos sonoros, esses caras tem diversos sons e às vezes fica mais fácil encontrar. Quando encontrar o que precisa você terá que baixar o som do vídeo. Eu uso um programa que é muito fácil, o “Free YouTube to MP3 Converter”. É bico, trata-se de um programa gratuito e sem frescuras, no link abaixo você encontrará o programa e um tutorial para uso:

http://www.dvdvideosoft.com/guides/dvd/convert-YouTube-to-MP3.htm

Bom, com o Free YouTube to MP3 Converter instalado bastará selecionar a URL do vídeo e copiar para posteriormente colar no programa que detectará o vídeo. Feito isso basta clicar para baixar e pronto, o som já estará disponível para uso sem qualquer problema posterior. Antes que eu me esqueça é preciso lembrar de dois detalhes: a) selecione bem os vídeos, pois muitos tem sons de péssima qualidade e b) no momento de baixar selecione, no Free YouTube to MP3 Converter (na janela Presets), a opção MP3 – High Quality Audio, assim você terá um som de boa qualidade. Veja as fotos para ter uma idéia melhor do que fazer.

001

002

Existem outras várias opções para encontrar os sons que deseja. Uma delas é procurar sites dedicados  aos efeitos sonoros. Obviamente que existem centenas deles, por isso não farei nenhuma lista. Ainda assim, dentre as diferentes opções de site uma, a meu ver, merece destaque: o soundsnap.com. Sem dúvida esse site esta entre os melhores do gênero. São milhares de opções de sons dos mais variados tipos. Só um problema: depois do registro no modo Free acount você poderá fazer no máximo 5 downloads por mês. Ainda assim, vale a pena conferir.

Por fim se decidir buscar os efeitos sonoros em outros sites, de uma olhada na lista de reprodução Tutoriais e outros disponível em meu canal do Youtube, nela você encontrará um vídeo que comenta os 10 melhores sites gratuitos para baixar efeitos sonoros.

2) Depois de encontrar os sons e as músicas que você deseja comece a trabalhar na edição. Essa parte será, sem dúvida, a mais trabalhosa. Normalmente o trabalho será o mesmo independentemente do editor de vídeo utilizado, mas caso use o Movie Maker você deverá ser um pouco mais paciente e fazer seu trabalho em várias etapas, pois no Movie Maker só é possível inserir uma faixa de áudio, de modo que é prudente seguir algumas dicas:

a) caso você queira inserir várias músicas ao longo do vídeo, faça isso na primeira edição marcando cada etapa do seu vídeo. Faça as transições de som da mesma forma que você faz para os vídeos e imagens, ou seja, arraste (na linha do tempo) o som inserido sobre o anterior e o programa criará um espaço de transição. Se preferir você não precisa fazer transições, mas lembre-se, nem sempre a troca de música será tranquila e isso poderá criar trocas bruscas de som… aqui entre nós, isso será um desastre para o vídeo. Sendo assim, se não quiser fazer as transições, marque claramente as divisões de vídeos, faça uma firula entre as cenas e recomece com uma nova música, isso evitará as trocas bruscas. Um último detalhe: aconselha-se a inserir a música de fundo com um volume um pouco abaixo do máximo, assim, se você desejar inserir outros sons sobre a música base eles aparecerão melhor. Para fazer isso basta selecionar a faixa de som na linha do tempo e pressionar Ctrl+U, isso abrirá uma janela para ajustar o volume do som selecionado.

b) depois de inserir o som base, publique o vídeo (não esqueça de escolher a opção de qualidade desejada). Depois de publicado importe o vídeo com o som de fundo e faça as inserções que desejar. Use e abuse dos gritos, sons de natureza etc.. Enfim, mescle sons, misture barulhos ou simplesmente deixe a música de fundo rolar. Publique e pronto.

É isso, simples. Claro que você pode usar outros programas, fazer mixagens, sons próprios ou ainda usar programas que permitem várias faixas de som, obviamente que o trabalho será maior e a qualidade também. Mas para o básico essas dicas serão suficientes. Bom trabalho.

Não deixem de comentar e enviar outras dicas para melhorar esse post básico. Valeu!

Lassoares Jun/09

0 comentários:

Postar um comentário

Lassoares-rct3

ANO IV