Dicas para editar os vídeos feitos no RCT3

Antes de postar sobre o último vídeo, "El Pescador River Resort", quando falarei a respeito dos CSO´s usados e das caractérísticas da montanha-russa cumprirei minha promessa: falar o pouco que sei sobre edição de vídeos feitos no RCT3.

Como já havia mencionado no post do dia 25.03.09 (Dicas para fazer vídeos no RCT3) a edição é a etapa mais trabalhosa do processo de elaboração de um vídeo. Independentemente do recurso utilizado para fazer as gravações (Game Cam, Fraps, Editor do RCT3 ou Flying Camera do RCT3 - tutorial aqui) a edição é que fará a diferença no final, pois nela você organizará as imagens (ou não), inserirá fotos, transições etc. recortará as imagens ou as inserirá efeitos. Sendo assim, a primeira questão é: Qual editor de vídeos utilizar?

Bom, a resposta não é nada simples, afinal existem inúmeros editores de vídeo disponíveis para testar, comprar e até mesmo free pela net, é questão de procurar com cuidado e achar. Sinceramente, fiz algumas pesquisas e a oferta é variada, inclusive não há entre os participantes de fóruns uma unanimidade, embora sempre existam aqueles que são mais citados.

Sendo assim, preferi fazer o arroz com feijão, pois acredito que com um pouco de criatividade e uma boa espiada nos vídeos que a galera prepara você poderá fazer ótimas edições mesmo quando possuir recursos limitados. É evidente que quando mais recursos melhor, mas lembrem-se de nada vale um super editor com milhares de recursos se os vídeos (ou as tomadas) são ruins, como dizia um colega: "isso é só perfumaria".

Ok. Arroz com feijão, né! Fiquei com o criticado e limitado Windows Movie Maker, um programa que está disponível, como o nome já sugere, no Windows da Microsoft. E tenho alguns motivos. Primeiro já estava na minha máquina, logo não precisei caçar e testar programas. E em segundo lugar, o programa é simples e fácil de usar. Frente a isso, só me resta dar o bom e velho conselho: Verifique os recursos de sua máquina e os diferentes programas e decida o que você acha melhor, pois como já disse, o básico pode ser muito bem feito no Movie Maker.

Depois de decidir essa questão é preciso gravar seu vídeo (sempre lembrando de já ter algo em mente como falei no post do dia 25.03 e daí sim partir para edição. Particularmente, costumo fazer meus vídeos em 5 etapas:

a) Seleciono entre os takes aqueles de pelo menos 5 segundos (do contrário será um bombardeio de imagens que entram e saem do vídeo muito rápido) que mostrem o cenário. Nesse caso, uso imagens do alto (estáticas ou em movimento), imagens das construções etc. Para editar esses takes no Movie Maker basta importar o vídeo que feito no RCT3, clicar no mesmo e recortar as cenas utilizando a ferramente "Dividir" que fica logo abaixo da tela que exibe o vídeo a ser editado. A cada take finalizado renomeio com a descrição e duração da cena, isso sem dúvida facilitará na montagem final. Só um lembrete: cuidado com o excesso de cenas, principalmente as longas, pois vídeos de 9 minutos, por exemplo, em alguns casos, são rejeitados no Youtube, por isso pense sempre na duração total de seu vídeo.

b) Seleciono, realizando processo semelhante ao acima descrito, cenas que mostrem a montanha-russa, dê preferência as cenas que mostram a roller em movimento.

c) Seleciono as cenas on ride (POV - Point of View on ride), ou seja, todo o caminho da montanha-russa na perspectiva do passageiro. Essas cenas merecem maior atenção, pois, em muitos casos, ficar só com a imagem tradicional não é o melhor. Sendo assim, faça várias tomadas (de frente, lateral, superior etc) e também teste sua criatividade e sorte usando a Event Cam da Coaster Cam com os Ride Events (peças que interagem com a montanha-russa).

No momento de gravar clique no ícone Details (do menu da montanha-russa), depois clique no último ícone (uma pequena câmera - chamado: Press to enter Coaster Cam), logo quando a imagem on ride aparecer, um menu na parte inferior esquerda surgirá, nele clique em "Press to enable Event Cam), assim quando a mesma passar pelo objeto a imagem se abrirá para mostrar a cena, mas lembre-se sem um ride event inserido e associado a sua montanha-russa, a opção de Event Cam sequer aparecerá no menu. Em suma, grave e edite separadamente essas cenas, pois elas podem dar um ar de efeitos especiais ao seu vídeo.

Ainda sobre o mesmo tema é possível usar outro recurso muito bom, um CSO chamado Coin Station Gates (by Coinich), nele além das tradicionais portinholas de brinquedos de um parque de diversões (em metal) estará disponível uma peça chamada Latch (uma espécie de trinco - traduzindo ao pé da letra), enfim... essa peça é muito pequena e pode ser colocada em qualquer lugar. Isso que dizer que você pode colocá-la em um ponto qualquer do cenário, clicar nela e depois selecionar um ponto no traçado da montanha-russa, como em qualquer outro ride event. Dessa forma, a imagem se abrirá e possibilitará ótimas tomadas, sobretudo em loopings, curvas acentuados e longas retas. Vale lembrar que o CSO oferece vários tipos de Latch que variam de 10 a 30 segundos, ou seja, teste vários pontos e várias durações e com certeza terá imagens muito legais.

Para baixar o Coin Station Gate (by Coinich): Parte 1 e Parte 2 (faça login no CS Depot antes de clicar no link)

Com tudo isso, faça os recortes que desejar. Normalmente, sigo o vídeo on ride tradicional como base e depois de selecionar as cenas com ride events, com vista frontal, lateral etc. edito as mesmas e recorto o vídeo base para inserir as cenas que desejo.

d) Hora da imaginação. Monte sua história, ou seja, o começo, o meio e o fim do vídeo. Você pode importar fotos e colocá-las, inserir efeitos e textos, enfim, monte o quebra-cabeça de takes preparados e edite o vídeo final. Não se esqueça que é possível fazer interligações entres os takes que eliminam aqueles cortes de imagens e fazem o efeito de fade no vídeo. No Movie Maker, basta arrastar a imagem de um vídeo sobre outro, fácil, fácil.

e) A inserção e edição de som, mas isso dependerá de alguns fatores:

1) se você utilizou o gravador do RCT3 terá o som original (gritos, freios etc) então pode mantê-los, desde de que não fique uma bagunça depois da edição, afinal o som estará atrelado aos vídeos;

2) grave utilizando o gravador do RCT3 e tire o som, ou no caso do GameCam, nem esquente a cabeça, só nas versões pagas você terá som. Nesse caso existem várias opções:

- Vire um caçador de sons na net, baixe barulho de vento, vozes, gritos etc e bom trabalho. No Movie Maker é só importar o som, editar com a ferramenta "dividir" e inserir na "linha do tempo" abaixo dos vídeos (assim eles correrão simultaneamente);

- Escolha uma música de sua biblioteca e edite conforme o tempo do vídeo. Pronto! Mas tem um porém, se você não mexer na música, mudando algo ou camuflar o arquivo... não sou favoravél, diga-se de passagem, quando fizer o upload do vídeo no Youtube seu vídeo pode (eu disse pode) ter a música retirada e ficará só a imagem. Moral da história, tanto trabalho para nada e seu vídeo ficará um silêncio só.

- Outra opção, não insira nenhuma música e finalize o vídeo. Depois do upload vá ao AudioSwap do Youtube e escolha uma música. Dá trabalho e tem muita música chata, mas mande selecionar o tipo de música e depois selecione a opção que filtra as músicas que tenham tempo semelhante ao seu vídeo, teste e quando decidir, mande inserir.

Depois desse longo processo, só me resta mencionar sobre o momento de publicar seu vídeo. Uma vantagem dos editores de vídeo é que eles convertem os vídeos para vários formatos, claro que isso pode significar a redução da qualidade de imagem. No entanto, se você deseja enviar seu vídeo para a internet, escolha a opção Qualidade de DVD do Windows Media. Obviamente que se for um arquivo pequeno você pode escolher outra opção que fornecerá maior qualidade, entretanto o tipo citado reduz consideravelmente o tamanho do vídeo e oferece boa qualidade. Caso o vídeo seja enviado ao Youtube, bastará clicar em HD e seu vídeo terá boa imagem.

Espero que seja útil e que tenham gostado.

Lassoares Abr/2009

4 comentários:

Meenoor ;'** disse...

Lassoares eu queria saber sobre o video El Pescador River Resort , como é o nome do Cso que tem as pedras usadas em 0:47
Desde já obrigado

RennanOliveira disse...

e as pedras do Vale da Pedra Quebrada ?

Lassoares disse...

Meenoor ;'**: é o DasMatze_InstantJungle. Até mais!

Lassoares disse...

RennanOliveira: usei o DasMatze_InstantJungle e um pouco do MNM Leftoverz (marnetmar). Até mais!

Postar um comentário

Lassoares-rct3

ANO IV