Dicas para fazer vídeos no RCT3

Como havia prometido hoje falarei um pouco sobre algumas dicas para fazer vídeos no RCT3, pois nos últimos dias, sobretudo no canal do Youtube recebi algumas mensagens pedindo que explicasse.
Na verdade não há segredo, o principal fator é paciência, pois para fazer um vídeo são necessárias muitas cenas para ficar com poucas no final. Mas como eu faço isso? Bom, aqueles que assistiram os vídeos até então postados perceberam que uso o GameCam, um programa que grava vídeos em jogos. Para quem ainda não ouviu falar ou gostaria de saber mais sobre esse programa veja o post do 13.02.09 (cujo título é GameCam). Portanto, tudo começa com a escolha do programa que fará as gravações.
Após esse passo imagine as cenas que você deseja. Vale lembrar que entre as centenas de vídeos feitos com RCT3 disponíveis no Youtube existem takes clássicos que não podem ficar de fora. Por exemplo: cenas do alto do parque ou da montanha-russa, e claro todo o percurso on ride quando o cenário é visualizado na perspectiva de quem está na montanha-russa. Alguns imaginam mais que cenas e chegam a fazer um storyboard (uma sequência de quadros cena a cena). Sinceramente não me dou a esse trabalho, mas claro é preciso ter algo em mente, pois do contrário, você fará horas de gravação sem saber como usá-las depois.
Sendo assim, pense nas cenas e grave uma a uma. Mostre as partes mais interessantes do parque, gire sua câmera e busque angulos melhores, mas sempre repare nos defeitos e imperfeições para evitar as críticas depois.
Para gravar as cenas você poderá recorrer a alguns macetes (cheats) para facilitar sua vida, aí vão alguns deles:
1) Escolha qualquer visitante do parque e substitua seu nome por Jonny Watts; pressione Enter e pronto, você verá seu cenário como um visitante enquanto caminha. Nesse momento, você pode usar duas perspectivas de câmera, mas o principal é mover a direção da mesma, afaste, aproxime, eleve etc. busque os melhores angulos e depois veja os vídeos. Vale lembrar que você poderá levar o seu "Jonny Watts" para qualquer lugar do seu parque, portanto o posicione próximo das cenas que você quer tomar.
2) Escolha qualquer visitante e substitua seu nome por David Walsh; depois pressione Ctrl+U e os displays do jogo sumiram; pronto... sua tela estará limpa e novas cenas poderão ser tomadas. Ao terminar pressione novamente Ctrl+U e os displays igualmente retornarão.
3) Escolha qualquer visitante do parque e substitua seu nome por D Lean; pressione Enter e se abrirá o Flying Camera Route Editor, ou seja, um editor de rota para a câmera aérea. Esse recurso é vastamente empregado pelos elaboradores de vídeo do RCT3, pois permite que você monte uma rota aérea selecionando o ângulo, a direção e a distância de sua câmera. É inegavél o Flying Camera do RCT3 tem uma qualidade sem igual, as imagens não ficarão distorcidas e seu cenário será gravado com extrema fidelidade, tal qual os vídeos feitos com o recurso do próprio jogo pressionando CTRL+SHIFT+F11. Entretanto, em ambos casos a gravação é feita quadro a quadro e pode demorar vários minutos ou até mesmo horas para você gravar o seu desejado vídeo. De qualquer forma, é uma questão de preferência qualidade Vs rapidez. Como já mencionei no post do GameCam a qualidade da gravação está abaixo da feita pelo editor original do RCT3, mas o que definará a qualidade final é o seu editor de vídeo. Outro detalhe importante: usar o Flying Camera exige destreza e paciência, pois apesar de possuir uma interface relativamente simples e possibilitar que as cenas sejam vistas antes da gravação, nem sempre é fácil traçar uma rota. Sendo assim incorporo duas dicas: a) elabore rota a rota, pois é possível salvá-las. Quer dizer, ao invés de traçar uma única rota com vários cortes e passagens, faça uma a uma, pois evita que sua câmera voe por horas registrando cenas de pouca beleza; b) leia atentamente os vários tutoriais disponíveis na internet e depois faça testes. na minha opinião o melhor tutorial é o do Desigmatic (está em inglês, mas nada que um dicionário online ou a tradução de página do google não resolvam); o link é:http://www.designamatic.com/RCT3-FCRE01.html
4) Teste o método Lassoares. Vá a um dos links para baixar CSO´s (caso não lembre veja o post do dia 07.03.09 - denominado CSO´s) e procure o "Invisible Path" (depois incluo os links). Pois bem, faça um caminho sobre o parque, entre a montanha-russa ou sobre suas construções, no final coloque uma atração qualquer e quando os visitantes começarem a caminhar em sua direção, selecione um e use a dica (1 - Jonny Watts). Pronto, você terá um Flying Camera ágil e sem a tortura de ficar editando os caminhos. Faça vários takes e garanto que ficará ótimo, só tenha paciência pois, as vezes, os visitantes param, correm ou viram bruscamente. De qualquer forma, você sairá do set de filmagem muito mais rápido e com mais minutos de vídeo para depois correr para sua ilha de edição (só estou imaginando).

Feito isso a próxima etapa é a edição, mas isso falarei em outro post.


Espero que gostem.


Lassoares Mar/2009

1 comentários:

Edgar Pacheco disse...

Eu precisando estudar e tendo que ler uns textos desses, huahauha... mas fazer o que né, tudo em nome do RCT3....kkkkkkkkkkkkkk
belo post!

Postar um comentário

Lassoares-rct3

ANO IV